Recomeçar
13 de julho de 2017
Um amigo que ensina e orienta
18 de julho de 2017
 Para: Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Texto: Amós 7.7-15

“Amós está planejando uma revolta contra o senhor no meio do povo.” (Am 7.10)

Você já sofreu por dizer a verdade, mesmo que isso representasse se indispor contra uma ou mais pessoas? E pior, talvez tenha sido caluniado e saiu como a pessoa ruim da história?

Pois foi justamente isso o que aconteceu com o profeta Amós, em seu tempo. Mesmo não sendo um profeta de ofício, mas, sim, um humilde pastor de ovelhas e agricultor, Deus confiou-lhe uma mensagem a ser anunciada para que o povo de Israel se arrependesse dos seus pecados. As pessoas estavam tão afastadas da vontade santa do Pai celestial que ele chega a dizer que elas eram como um muro todo torto, construído fora do prumo, e que, por isso, cairia. A mensagem que Amós proclamava era de arrependimento e salvação. Entretanto, um outro profeta chamado Amazias, refletindo o pensamento de muitos, vê que a pregação de Amós só causaria confusão no reino e, levianamente, afirma ao rei Jeroboão: “Amós está planejando uma revolta contra o senhor no meio do povo” (Am 7.10). Por fim, o povo não deu ouvidos a Amós, e, como resultado, o povo de Israel caiu diante de invasores inimigos.

Ainda hoje há pessoas que trocam a mensagem de arrependimento e perdão, que procede de Deus, por outra mensagem que enfatiza a solução mágica e próspera dos seus problemas. Sim, Deus pode auxiliar e abençoar trazendo solução nas dificuldades aqui. Mas a mensagem principal de toda Escritura Sagrada está centrada na salvação que Jesus Cristo trouxe à humanidade e que se estende não apenas para esta vida, mas que é eterna.

Oremos: Pai querido, perdoa-me quando não ouço tua mensagem com atenção e desprezo o teu ensino. Continua levantando servos fiéis a ti, como foi Amós, para proclamarem a verdade que liberta: Jesus Cristo, nosso Salvador. Amém.